sexta-feira, 15 de maio de 2015

Juventude, sociedade e escola

A juventude de hoje, com certeza,  não é a mesma de antigamente. Hoje o dinamismo e a tecnologia fazem parte do cotidiano juvenil. Assim, lousa e giz não faz parte do universo deles. Quando se descobre o que os jovens querem e se investe nisso tudo se torna mais simples e fácil. Por exemplo, um anúncio publicitário feito em vídeo na própria escola pode dar certo para uma sala inquieta e criativa. Obviamente que o professor terá mais trabalho monitorando os grupos por toda a escola, mas no final verá que valeu a pena. Outro exemplo é o de trabalhar em grupos, com discussões e debates trazendo o tema da aula para a realidade do alunado.

Sim, muitas vezes, quando nos deparamos com auto estima baixa, problemas sociais que são trazidos para a sala de aula o assunto é outro. É preciso parar, investigar e descobrir o que interessa àqueles alunos. É um desafio, mas que pode ser vencido com paciência e persistência. No final, terá valido à pena.
Não mudaremos a sociedade, mas podemos formar cidadãos críticos que a mudem.